Doisnovesemnome

Faltou criatividade quando nasci.

Arte que se tece

“Um ciclo depois de um ciclo. Hora após hora minha loucura se torna crochê. Vida e arte são inseparáveis. Os filmes que eu assisto enquanto faço crochê influenciam meu trabalho, e meu trabalho dita os filmes que eu assisto.

Vejo crochê em tudo o que entra no meu espaço. Às vezes é uma mensagem de texto, um relatório médico, os objetos encontrados. Existe o desvendar, a parte efêmera do meu trabalho que nunca me deixa esquecer a vida limitada do objeto de arte, o conceito de arte.

O que tenho intenção de revelar? Você tem que puxar a extremidade do fio e desvendar a história por trás do crochê.

Meu trabalho muda de lugar para lugar. Eu estudei a ciência da cultura. Com ética trabalhista de um mineiro, quero ir mais e mais fundo em minhas investigações. Minha arte foi uma evolução que me tirou da industrial e fechada Silésia, na Polónia.

Minha arte sempre procurou trazer cor e vida, energia e surpresa para os espaços. Meu objetivo é produzir um trabalho novo e compartilhar com o público. Tenho a intenção de tirar vantagem de viver em uma Nova York cheia de bairros e, com minhas ações, crie um feedback para a realidade econômica e social em nossa comunidade.”

– Olek, a artista criadoras dessas incríveis obras:

Mais aqui

Anúncios

Abra seu coração

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado em 19 junho, 2012 por em arte, design, DIY, inspiração.
%d blogueiros gostam disto: